Estudo inédito da ApexBrasil apresenta oportunidades para móveis brasileiros na República Dominicana

Estudo inédito da ApexBrasil apresenta oportunidades para móveis brasileiros na República Dominicana

Compartilhar
Copiar link

Compartilhar

Compartilhar esse link com
Copiar link
Link copiado!

Atualmente, o Brasil é o 5º maior fornecedor para o país caribenho no setor moveleiro, com crescimento de vendas acima da média das importações oriundas de outros países. Acesse o estudo aqui

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) lançou um novo estudo que analisa o setor de móveis na República Dominicana. O trabalho visa auxiliar os empresários a conhecerem as oportunidades de exportação para esse mercado, que tem sido cada vez mais receptivo aos produtos do Brasil.  A publicação está disponível aqui.

Em 2021, as exportações brasileiras de móveis para a República Dominicana atingiram seu maior valor histórico, de US$ 6,9 milhões, com um market share de quase 4%. Essa participação de mercado é resultado de uma expansão constante do Brasil no mercado nos últimos anos. Desde 2016, o crescimento das exportações brasileiras do setor de mobiliário para o país caribenho foi de 37% ao ano, muito acima da média registrada nas importações gerais de mobiliário do país, de 2,2%. 

O Brasil é visto como um fornecedor natural para o mercado, e figura como a quinta maior origem das importações totais do país, superado apenas por Estados Unidos, China, México e Espanha. Para os próximos anos, a tendência é que a demanda dominicana no setor moveleiro siga aumentando, tendo em vista a tendência de expansão da construção civil no país, que cresceu quase 7% ao ano desde 2016, e deve manter o ritmo até 2026.

A República Dominicana é a segunda maior economia da América Central e Caribe, atrás apenas de Cuba, e é a nona maior da América Latina. O país vem crescendo aceleradamente nos últimos anos, e após um crescimento de mais de 12% em 2021, a economia superou o patamar pré-pandemia. A projeção para os próximos cinco anos é de manutenção da expansão acelerada, com uma média de 5% ao ano. 

Nesse contexto promissor, o exportador brasileiro encontrará no estudo informações detalhadas sobre o cenário econômico do país, dados de comércio internacional e características do consumo local. Acesse o conteúdo completo aqui.

Tema: Promoção Comercial — Atração de Investimentos Estrangeiros
Mercado: América Central e Caribe
Setor de Exportação: Casa e Construção
Setor de Investimento: Outros
Setor de serviços: Não se aplica
Idioma de Publicação: Português

Exclusivo para usuários logados

Para acessar este conteúdo é necessário informar o tipo de Audiência

CNPJ inválido
Nome da empresa inválido
Erro: