Tecnologia brasileira no exterior: ApexBrasil lança programa de internacionalização com foco em empresas de serviços e inovação em Santa Catarina

Tecnologia brasileira no exterior: ApexBrasil lança programa de internacionalização com foco em empresas de serviços e inovação em Santa Catarina

Compartilhar
Copiar link

Compartilhar

Compartilhar esse link com
Copiar link
Link copiado!

Meta é capacitar 200 empresas da região metropolitana de Florianópolis para exportação até 2024, por meio do Instituto de Apoio à Inovação, Incubação e Tecnologia (Inaitec), em Palhoça

Santa Catarina se consolida cada vez mais como principal polo tecnológico do país. Entre 2015 e 2021, teve 63,2%, de crescimento no número de empresas do setor – o maior do país e acima da média nacional, de 26,1% no período. O estado atrai, principalmente, pequenas e médias startups de serviços de inovação. Para incluir essa vocação regional na agenda exportadora e agregar valor à balança comercial brasileira, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) investirá cerca de R$ 1,4 milhão para capacitar 200 empresas da região metropolitana de Florianópolis para exportação. 

A iniciativa consiste em um núcleo do Programa de Capacitação em Exportação (PEIEX) da ApexBrasil no município de Palhoça, que será executado até 2024 pelo Instituto de Apoio à Inovação, Incubação e Tecnologia (Inaitec). “Estamos confiantes no sucesso do programa, porque o último núcleo que lançamos aqui foi também em parceria com o Inaitec e os resultados foram positivos. Entre 2016 e 2019, capacitou 190 empresas e 60% delas já exportam para diferentes países”, conta a gerente de Competitividade da ApexBrasil, Clarissa Furtado. 

O atendimento se estenderá a toda região metropolitana de Florianópolis, sem restrição de porte da empresa. As exigências para que os empreendimentos sejam selecionados incluem serem iniciantes na exportação, ou ainda não exportarem, e disponibilidade de tempo de seus gestores para acompanharem o andamento do programa.  

“O núcleo já está em funcionamento há 90 dias e nesse período mapeamos 3 mil empresas, entramos em contato com 102 e, dessas, 21 já entraram no programa. Podemos atender toda a cadeia produtiva de bens e serviços, mas estamos especializando o núcleo para empresas de serviço e inovação, até pela característica da região”, destaca o coordenador do núcleo e diretor executivo do Inaitec, Diego Chierighini.

Das 27 empresas que já estão inscritas para a capacitação, 16 são de serviços. O analista da ApexBrasil Ulisses Medeiros Júnior destaca que o PEIEX na grande Florianópolis conta com a metodologia focada em serviços. “Desenvolvemos junto à coordenação de qualificação e demais áreas da ApexBrasil, como inteligência e de projetos setoriais, uma metodologia que se difere da tradicional para exportação de bens. Desde 2018, focamos em ferramentas para capacitar empresas de serviços. Por enquanto, temos um foco maior para os setores de games e software, pois são os conteúdos que já possuem, por exemplo, sobre mercados prioritários”, diz Ulisses. 

Uma das empresas que já são atendidas pelo núcleo é a Plathanus, com sede no bairro Pedra Branca em Palhoça, que desenvolve produtos digitais, como softwares, e oferece serviços em inovação, como design thinking, leanstartup e métodos ágeis. A empresa já tem clientes internacionais, nos Estados Unidos, Itália e Japão, mas as negociações são feitas de forma indireta. Com o objetivo de profissionalizar a exportação de forma segura e direta, os sócios Ana Paula Probst e Pascoal Vernieri procuraram os serviços da ApexBrasil no ano passado e há alguns meses foram procurados pela Finatec. 

“Queremos profissionalizar nossas vendas internacionais, principalmente para passar credibilidade do nosso trabalho para os clientes internacionais. Queremos exportar principalmente produtos de tecnologia, conforme lacunas que observarmos nos mercados”, explica Pascoal.  

Projetos Setoriais

Além da capacitação, a ideia é que as empresas permaneçam no banco da ApexBrasil e enriqueçam sua trilha exportadora a longo prazo, participando de outros programas e ações da instituição. No caso de serviços e inovação, a ApexBrasil conta com o Brazil Games e Brasil IT+. 

O gestor de projetos setoriais, Eros Ramos, esteve presente no lançamento oficial do núcleo PEIEX em Palhoça e destacou que logo que preparadas pela qualificação, as empresas podem dar andamento aos projetos. “É o segundo passo que as empresas podem dar para atingir clientes fora do Brasil. O projeto setorial tem função justamente de facilitar esse acesso, seja por meio de ações como rodada de negócios com compradores internacionais ou participação em feiras internacionais”, explica. 

PEIEX SC 

Santa Catarina é um estado engajado no comércio internacional. Em 2021, suas exportações superaram valores históricos e geraram mais de US$ 10 bilhões à balança comercial. Para fomentar ainda mais essa força da região, além do núcleo com o Inaitec, atualmente a ApexBrasil capacita empresas de Santa Catarina em outros dois núcleos, com sede em Itajaí e Blumenau.

Em Itajaí, o núcleo é destaque para empresas de bens e o atendimento do PEIEX Agro para produtores de cachaça de toda a região Sul do país. Em Blumenau, o núcleo não tem atendimento segmentado, mas conta com polo na cidade de Brusque, referência em produção têxtil. Ainda estão sendo analisados para assinatura outros dois convênios, para estabelecer o PEIEX em Criciúma e Blumenau. 

Inaitec

Inserido no ambiente inovador do bairro Cidade Pedra Branca, o Instituto de Apoio à Inovação, Ciência e Tecnologia (Inaitec) apoia a criação de negócios de impacto na Grande Florianópolis. Em seus 12 anos de funcionamento, o instituto já atendeu mais de 300 empresas. Além disso, mantém ações educacionais e empresariais, com parcerias com a Prefeitura de Palhoça, Sebrae/SC e a Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina, para a consolidação da Incubadora e crescimento do Parque Tecnológico Pedra Branca. 

ApexBrasil

A ApexBrasil atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. Apoia mais de 15 mil empresas em 57 setores, que por sua vez exportam para mais de 200 mercados.

Exclusivo para usuários logados

Para acessar este conteúdo é necessário informar o tipo de Audiência

CNPJ inválido
Nome da empresa inválido